Lembrar de não me grudar ao meu corpo

Texto de 2010… mas os questionamentos ainda passam por aí… Lembrar de não me grudar ao meu corpo! Não esquecer que essa casca que envolve meu espírito, minha parte divina, é finita. É cíclica e não eterna. Esse meu corpo eu devolvo pra terra. Essa energia material eu reciclo. E retorno, e retorno. Não sou esse corpo. Sou o além desse corpo. Sou sua parte imaterial, sou sua parte abstrata e inatingível. Sou para o infinito de suas subjetividades. Não sou o cheiro desse corpo. O cheiro como produto do meu ser é um estado vulnerável de mim. Meu corpo é onda. É ciclo. É terra, fogo [...]

Sororidade

Perguntas para as mulheres… Em que momento? Em que momento inventaram que competíamos e acreditamos? Em que momento nos incitaram a inveja das outras e mordemos a isca? Quando começaram a nos vender a idéia da mulher segregada de outras fêmeas? Quem ganha com esse racha no feminino? Qual momento nos dividiram entre poderosas e recalcadas? Porque acreditamos? Porque essa virou “nossa” dança? Porque (e pra quem) é tão importante que as mulheres não se unam? Não se empoderem? Não troquem experiências, e aquelas longas conversas de almas? Quem ganha quando “nossa” futilidade é estimulada? Ou quando som [...]