Amamentar… alimento por corpo e pra alma

0 Flares 0 Flares ×

10336826_798343736850374_7614254574884366033_n

 

Essa eu aprendi a pouco tempo… BL lida muito bem com o novo irmãozinho mas a hora da amamentação é sempre a mais difícil pra ela, e a de maior culpa pra mim… nem sempre estou com a INESGOTÁVEL paciência de amamentar um com a outra pendurada no pescoço ou com mil artimanhas pra ela não se sentir preterida. É sempre a hora que ela grita pelo pai (se eu tenho ciumes? Isso existe? rsrs) e que ela começa a me ignorar pelo dia… mas como eu disse, ela lida super bem com o irmãozinho rsrs… às vezes ela só desconta em mim… Hoje uma coisa linda aconteceu… sentei pra amamentar e ela pediu que fosse no quarto dela, levantei, não questionei, e fui… ela pediu que sentasse na cama dela… e lá estou eu… espremida numa mini cama com os dois filhos. Ela se levantou e disse que já voltava, que guardasse seu lugar… voltou com a bebê Lili, sua bonequinha menor, levantou a blusa, perguntou onde ficava o peito dela e me disse: “tô com muito leite” e começou aquela tagalerisse de criança com um ritmo próprio da inocência, meio desconexo mas igualmente profundo… me contou que ela mamou até um ano, que a boneca dela era muito bebê por isso mamava no peito… coisas que eu repito todos os dias pra que ela entenda que também teve seu momento, mas nunca tive resposta se aquilo fazia sentido pra ela. Hoje eu entendi que ela entende tudo profundamente e que só pede amor (e atenção)!!! Que eu seja, então, essa fonte INESGOTÁVEL de amor (e atenção) para ela!!! (Ah… e escondi todas as mamadeiras de brinquedo que acompanham as bonecas… porque né? )

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×